HISTÓRIA

Na década de 80 surgiu um chamado de uma visão missionária, onde um grupo de evangelistas da IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil) tinha como intenção sair do berço germânico e avançar o Brasil, rompendo fronteiras e criando comunidades onde a igreja luterana ainda não havia chego.

Então, o Pastor Sergio Schaefer apresentou esse desafio, de dar uma nova cara para a igreja, à Presidência e à Secretaria de Missão da IECLB, onde em 1986 aconselharam-lhe a elaboração de um projeto. “E sereis minhas testemunhas”, esse era o lema da igreja em 1987/88, que serviu de alavanca para a concretização do projeto intitulado “Projeto de Missão Centro do Brasil”.

Fundamentado na ideia de começar o projeto em lugares onde a IECLB ainda era desconhecida, nomeou-se o projeto de “Missão Zero”.

Para elaborar e coordenar esse projeto formou-se uma equipe: Renato Becker, Valmi Becker, Carlos Eberle, Marisa Drews, Irno Prediger, Marli Prediger, Sergio Schaefer e Vera Schaefer. Em março de 1988 o projeto pioneiro foi aprovado pelo Conselho Diretor na IECLB e incluído em seu orçamento geral.

A equipe traçou estratégias para a implantação do projeto na cidade de Três Lagoas/MS, escolhida após uma sondagem entre 12 cidades no bolsão sul- mato-grossense. Assim sendo, em 19 de janeiro de 1989 o P. Irno e Marli Prediger, juntamente com uma equipe de “missionários fazedores de tendas”, pessoas que utilizam do seu trabalho para levantar seu sustento no campo missionário, iniciaram o trabalho de evangelismo e formando, no mesmo ano, a Comunidade Evangélica Luterana de Três Lagoas. Na década de 90 a Missão Zero concentrou seus esforços na região Oeste de São Paulo.

A partir de 2000, a Missão Zero passou a experimentar uma metodologia de impacto para plantar igrejas. Dessa maneira, foram plantadas comunidades nos estados de Pernambuco, Ceará, Piauí e Bahia. Além da comunidade plantada na cidade de Butiá/RS.

Em 2010 a Missão Zero deu seus primeiros passos rumo à missão transcultural, atuando hoje em países como Noruega, Ucrânia, Colômbia e no continente africano.

A Missão Zero, nestes anos de existência, tem avançado em diversas frentes missionárias de plantação e edificação de igrejas como também apoiando iniciativas missionárias.

Obedecer ao chamado de Deus. Essa é nossa essência.

Share This