A pós-modernidade é uma concepção da sociologia que remete aos tempos que vivemos hoje. Durante o período depois de Cristo, a sociedade já passou por um tempo de pré-modernidade, com o domínio da religião, e modernidade, com domínio da razão, até chegar na situação atual. Os nossos tempos têm características muito fortes que estão marcadas dentro de nós.

Mas qual a razão de falar sobre isso?

Compreendemos que a igreja de Cristo precisa entender o seu tempo para saber como se comunicar e ser relevante para as pessoas que precisam do Evangelho. É preciso saber o que as pessoas sonham, pensam, têm medo, sentem e precisam. Jesus, por exemplo, foi tão preciso com as suas parábolas porque com elas levava as pessoas a imaginarem situações corriqueiras de suas vidas e assim elas entendiam a mensagem.

Mas o que marca a nossa época? Entre tantas outras coisas, o individualismo. Ele, nesse sentido, tem muito a ver com o egoísmo, e se manifesta quando colocamos a nós mesmos acima dos outros ou quando menosprezamos a relação em sociedade ou com outras pessoas. Afinal, para que se ocupar ou preocupar com os problemas dos outros, se os meus próprios eu já não consigo resolver?

O individualismo tem feito as pessoas buscarem só o que interessa para elas, ainda que precisem passar por cima de outros. Vemos isso em empresas, na política, nas relações sociais e, infelizmente, na igreja. É comum que pessoas procurem a igreja para satisfazer suas necessidades, para buscarem interesses em relações ao seu trabalho, aos seus relacionamentos e aos sentimentos. Vai-se à igreja para que ela lhe sirva pessoalmente e supra as necessidades, e se ela não fizer isso, é só sair e procurar outra que faça.

Desse modo, há muitas pessoas que professam a fé cristã mas se mantém longe de igrejas, pois lá há outros pecadores que mais incomodam do que ajudam. A igreja, para muitos, faz sentido somente quando satisfaz à sua individualidade, e isso é um sintoma do nosso tempo. Com isso, busca-se também somente a salvação individual, sendo que o Evangelho é a boa nova de Deus para todos, que também implica em dedicação e amor pelos outros.

“Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles, para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. ” João 17.20-21

A Igreja de Cristo precisa combater o individualismo com seus próprios membros protestando contra ele por meio da renúncia, buscando uma vida de comunhão e auxílio mútuo, e propagando a mensagem que Jesus Cristo anunciou, quando lhe perguntaram sobre o maior mandamento:

Respondeu Jesus “O mais importante é este: ‘ouve, ó Israel, o Senhor, o nosso Deus, o Senhor é o único Senhor. Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças’. O segundo é este: ‘ame o seu próximo como a si mesmo’. Não existe mandamento maior do que estes”. Marcos 12.29-31

Por Missão Zero

sexta-feira, 06 setembro 2019

Mais do ME

Ídolos dos nossos dias

Uma das coisas que nós temos que perceber é que os ídolos não são coisas individuais que ficam uma ao lado da outra. A idolatria vem em uma embalagem complexa, e a resposta para essa pergunta é a de que existem cinco ou seis ídolos e explicar como eles se desenvolveram em suas histórias particulares.

Missionário Mateus participa de evento da Federação Luterana Mundial

Relato de viagem do Missionário Mateus Pereira: “Estive representando o lado luterano da Igreja Protestante Unida da França, na consulta global da Federação Luterana Mundial intitulada ‘Cremos no Espirito Santo: Perspectivas globais sobre identidades luteranas”.

Metanarrativa bíblica

A Bíblia conta uma história que começa em criação: esse é o começo de toda a história. Ela termina com uma nova criação, no Reino de Deus, na restauração e consumação de todas as coisas. Isso é o final da história cósmica. Nós estamos falando sobre o começo e o fim da história do mundo.

Igreja Missional

Hoje inicia-se uma série que conterá cinco textos para o mês de novembro, denominada “5 respostas sobre Teologia Missional – com Michael Goheen”. Começamos com a temática “Igreja missional”. 

Somente a Graça

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Somente Cristo

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Somente a Escritura

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Somente a fé

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Relativismo

Jesus é a verdade porque é absoluto, é real independente de quem nele acredita ou não. Jesus vai muito além do relativo e é a própria verdade. Ele veio e venceu a morte para nos redimir, nos salvar de nós mesmos e do nosso pecado e nos levar até o Pai. Ele é a verdade que liberta!

Idolatria

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Consumismo

O Consumismo é uma característica muito particular dos últimos tempos, e querendo ou não está de alguma forma afetando a cada um de nós diariamente, assim como o individualismo, tratado no último texto.

Individualismo

A igreja, para muitos, faz sentido somente quando satisfaz à sua individualidade, e isso é um sintoma do nosso tempo. Com isso, busca-se também somente a salvação individual, sendo que o Evangelho é a boa nova de Deus para todos, que também implica em dedicação e amor pelos outros.

Metanarrativa bíblica

Metanarrativa bíblica

A Bíblia conta uma história que começa em criação: esse é o começo de toda a história. Ela termina com uma nova criação, no Reino de Deus, na restauração e consumação de todas as coisas. Isso é o final da história cósmica. Nós estamos falando sobre o começo e o fim da história do mundo.

ler mais

#somosME

O Encontrão nasceu como um movimento e quer continuar assim. Para que isso aconteça, a sua participação é essencial. Entre com contato e faça a sua doação.

Newsletter

Assine e fique por dentro de tudo o que acontece no ME.

[egoi-simple-form id="213034"]

Siga-nos

e tenha atualizações regulares, em tempo real.