Talvez você se lembre de um cartão do Smilingüido, que tinha ele surfando e a seguinte frase: “Jesus não é onda, é Real”. Esta frase chamou bastante minha atenção, lá em 1997, logo que o Senhor Jesus havia se revelado como Salvador e Senhor da minha vida.

Jesus é Real! Ele não é virtual, ou imaginário, fictício, lenda e/ou estória. Jesus nos AMA! Jesus não nos amou e nem nos amará, ELE nos AMA, Ele é presente, Deus conosco, Ele nos Ama neste exato momento e em todos os momentos, Jesus nos Ama!

Este real amor de Cristo transformou e transforma minha vida a todo instante. Como dito por Martin Lutero, “a vida é um diário arrependimento”. Assim, todos os dias somos confrontados e lembrados que Jesus nos ama. Sendo assim, a realidade é imutável, e todas as manhãs as misericórdias do Senhor se renovam.

Basta um ato de amor dEle, e tudo é transformado. No princípio não havia nada e Deus disse: haja luz, e houve luz. O mundo veio a existir. Na cruz, Jesus falou ao bandido crucificado ao seu lado: “hoje estarás comigo no Paraíso”. A salvação chegou ao perdido. Jesus nos ama! Diante disto vem uma pergunta bem simples:

O que eu faço com o amor que recebo?

O que faço com o amor que recebo da minha esposa, dos meus filhos, dos meus pais, dos meus amigos? Creio que a resposta desta pergunta para muitos deve dar alegria, e para muitos também, deve dar angústia.

Participar da obra redentora de Deus é um privilégio, e este privilégio é dado a todos a quem Deus revela Seu amor. Se o amor de Cristo alcançou você, é porque alguém anunciou as boas novas do evangelho para você, alguém respondeu ao amor recebido de Deus de uma forma prática.

Deus chama para sua obra pastores, missionários, voluntários, presbíteros, líderes de ministérios, líderes para os países, para as empresas, pessoas para orarem, para contribuírem, para ajudar os enfermos, para fazer visitas, fazer comida, etc… O que todos estes têm em comum? Todos estão respondendo ao amor recebido do Bondoso Pai.

Porque investimos na obra missionária, através da Missão Zero?

É a forma que nós, aqui em casa, temos como retribuir parte do amor que temos recebido de Deus, da família, dos amigos. Deus se alegra com nossa retribuição de amor, com nossa gratidão, com nossa luta em imitarmos o seu Filho no dia a dia, da mesma forma que nosso cônjuge fica feliz quando somos gentis ao receber uma gentileza, ou quando nossos filhos nos recebem com beijos e abraços, e damos de volta mais beijos e abraços.

Não deixe o amor morrer em você: propague, transmita, flua, aproxime as brasas, incendeie, inunde de amor a todos que Deus colocar próximo de você.

“Jesus exclamou: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, do seu interior FLUIRÃO rios de água viva.” João 7. 37-38

Muitas pessoas precisam ser amadas e precisam conhecer o amor de Cristo. Muitos precisam de ti, do teu amor.

Dê amor! Dê muito amor!

Régis, Thaiany, Sofia e Martina

Por Missão Zero

quarta-feira, 08 julho 2020
Mais da MZ
Deus capacita os disponíveis

Deus capacita os disponíveis

Se você parar pra pensar, a maioria das tarefas realizadas que se tornam extraordinárias, ou até mesmo “ordinárias”, não são realizadas por alguém com um chamado especial pra isso, mas sim por alguém que se colocou à disposição.

ler mais

Por que plantar igrejas?

Na Grande Comissão, Jesus não somente convoca seus discípulos para fazerem outros discípulos, mas diz para que façam discípulos, batizem e ensinem. Os desafios evangelísticos do Novo Testamento não são simplesmente para compartilhar a fé, mas são chamados para a plantação de igrejas.

Deus capacita os disponíveis

Se você parar pra pensar, a maioria das tarefas realizadas que se tornam extraordinárias, ou até mesmo “ordinárias”, não são realizadas por alguém com um chamado especial pra isso, mas sim por alguém que se colocou à disposição.

Qual a principal função da laranjeira?

Organismos vivos saudáveis nascem, crescem, amadurecem e frutificam (ou se multiplicam). Assim sendo, Igrejas saudáveis se reproduzem. Líderes saudáveis reproduzem outros líderes. Discípulos saudáveis e maduros se reproduzem na vida de outros discípulos.

Ferro com ferro

Muitos líderes têm medo do discipulado porque ele exige vulnerabilidade e transparência, e vulnerabilidade é a chave para a conexão. É impossível manter os discípulos à distância e discipulá-los ao mesmo tempo. Ou você permite que eles observem você de perto ou você renuncia à sua responsabilidade como pai ou mãe espiritual.

Um certo Teodorico

O discipulado que Jesus praticara seria o modelo de ministério que todos deveriam considerar. Este seria a chave para alcançar todas as pessoas, em todos os lugares e em todos tempos. As outras atividades que se praticassem, por melhor que fossem, seriam acessórias e secundárias.

Isso não é onda, é Real!

Participar da obra redentora de Deus é um privilégio, e este privilégio é dado a todos a quem Deus revela Seu amor. Se o amor de Cristo alcançou você, é porque alguém anunciou as boas novas do evangelho para você, alguém respondeu ao amor recebido de Deus de uma forma prática.

Não é sacrifício, é privilégio!

Nós podemos aprender lições preciosas com as igrejas da Macedônia. Para essas igrejas, ofertar e investir na causa do reino de Deus não era um sacrifício, mesmo que representasse um esforço enorme e um desprendimento admirável. Ainda assim, não se travava de um sacrifício, mas um privilégio!

Alegrias em ser uma Comunidade mãe

A Alegria de encontrar um propósito para além de si mesmo. Perceber que a fé é um ato multiplicador na vida de pessoas, mas também de novas igrejas. Não é fácil, dá muito trabalho. Mas a cada nova pessoa há uma nova alegria.

A responsabilidade de uma Comunidade mãe

Plantar novas igrejas é a própria natureza da igreja de Jesus, é o testemunho histórico do cristianismo. Novas igrejas trazem vitalidade e ânimo, bem como cooperam para o cumprimento da grande comissão.

Passos para se tornar uma Comunidade mãe

Uma nova comunidade pode ser mais leve, ágil, adaptável e penetrar em novas áreas ou públicos com maior facilidade. Ampliando nosso horizonte vamos compreender que igrejas diferentes alcançam pessoas diferentes, em lugares diferentes.

A Comunidade mãe e sua importância

Toda comunidade saudável tem a capacidade de ser uma comunidade mãe. Talvez mais do que isso, pelo compromisso de levar o evangelho a todas as pessoas, em todos os lugares, tenham o dever de ser comunidade mãe, ou pelo menos participar ativamente da plantação de novas comunidades.

Vida e trabalho em missão

Ore ao Pai pelas oportunidades de compartilhar em seu local de trabalho. Procure oportunidades de compartilhar as verdades do evangelho durante seu dia de trabalho.

Qual a principal função da laranjeira?

Qual a principal função da laranjeira?

Organismos vivos saudáveis nascem, crescem, amadurecem e frutificam (ou se multiplicam). Assim sendo, Igrejas saudáveis se reproduzem. Líderes saudáveis reproduzem outros líderes. Discípulos saudáveis e maduros se reproduzem na vida de outros discípulos.

ler mais

#somosME

O Encontrão nasceu como um movimento e quer continuar assim. Para que isso aconteça, a sua participação é essencial. Entre com contato e faça a sua doação.

Newsletter

Assine e fique por dentro de tudo o que acontece no ME.

[egoi-simple-form id="213034"]

Siga-nos

e tenha atualizações regulares, em tempo real.