Olá!

A Bara para Cristo

Nascido na região de Ianakafy, esse homem nunca havia ouvido de Jesus. Da tribo Bara, seguia toda a tradição dos ancestrais e vivia sob o pesado julgo dos espíritos.

Um dia, porém, foi convidado por um evangelista da igreja local para assistir ao filme Jesus. Impactado por ver o filme, a morte e ressurreição de Jesus, entregou-se à Cristo. Ao ser indagado porque ele se interessara em seguir a Jesus, disse que a primeira coisa que lhe chamou a atenção no filme, foi que: “ esse ‘homem estrangeiro’ falava sua língua (Bara)”.

A compreensão do evangelho se tornou mais clara ouvindo Jesus falar sua língua. Hoje, esse senhor, é Membro da Igreja Luterana Malagatsy em Ianakafy, vila Bara do Sul de Madagascar.

Onde queremos chegar e como você pode fazer parte.

Nosso objetivo

10k+

histórias mudadas

2030

ainda temos 9 anos

R$48k

 investimento necessário

Podemos mudar mais muitas histórias, mas para fazer isso, precisamos de você. Venha junto!”

Mauro Westphal

A MZ faz parte da nossa história com Cristo e é com muita gratidão que somos parceiros desse trabalho, por saber que ele é conduzido por pessoas fiéis e comprometidas com o Reino, e por desejar que mais pessoas cheguem à fé e sejam transformadas como um dia também fomos.

Doadores da MZ

Nosso Blog

Deus tem alcançado o povo Bara

Deus tem alcançado o povo Bara

Deus tem alcançado o povo Bara de diversas formas. Leia sobre as conversões que aconteceram através de um professor. Ore por esse ministério, pelos missionários e pelo povo Bara.

Newsletter – 1º Trimestre 2022

Seguem notícias do 1º trimestre de 2022: Início de novas turmas no Programa Multiplique, novo projeto de plantação de igrejas em Parnaíba/PI e a Campanha de Ofertas 1 + 1 = Muitos.
Saiba mais!

Retornando para Madagascar

Retornando para Madagascar

“Quem sabe não foi justamente para uma ocasião como esta que você chegou à posição de rainha?” ‭‭Ester‬ ‭4:14‬

A família Basso voltou para Madagascar.
Nas últimas notícias eles falam sobre a fidelidade no chamado e como sentem-se em casa e felizes pelo retorno.
Também contam sobre a renovação do visto, reuniões, sua chegada na capital, após a passagem de um ciclone, a ajuda para entrega de alguns alimento para as vítimas atingidas, podendo anunciar as boas novas.
Havia a possibilidade de novo ciclone, mas que não foi para a capital, porém destruiu vilas ao Sul.

Clique aqui e leia a carta na íntegra, que está repleta de detalhes!!!