Metanarrativa bíblica

A Bíblia conta uma história que começa em criação: esse é o começo de toda a história. Ela termina com uma nova criação, no Reino de Deus, na restauração e consumação de todas as coisas. Isso é o final da história cósmica. Nós estamos falando sobre o começo e o fim da história do mundo.

Igreja Missional

Hoje inicia-se uma série que conterá cinco textos para o mês de novembro, denominada “5 respostas sobre Teologia Missional – com Michael Goheen”. Começamos com a temática “Igreja missional”. 

Somente a Graça

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Somente Cristo

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Somente a Escritura

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Somente a fé

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Relativismo

Jesus é a verdade porque é absoluto, é real independente de quem nele acredita ou não. Jesus vai muito além do relativo e é a própria verdade. Ele veio e venceu a morte para nos redimir, nos salvar de nós mesmos e do nosso pecado e nos levar até o Pai. Ele é a verdade que liberta!

Idolatria

Tanto o individualismo quanto o consumismo, tratados nos textos anteriores, são formas de idolatria. Muito se vê a idolatria ao corpo perfeito, ao dinheiro, à carreira e a pessoas, desde celebridades da mídia, esportistas ou políticos. Como cristãos não estamos imunes à idolatria.

Consumismo

O Consumismo é uma característica muito particular dos últimos tempos, e querendo ou não está de alguma forma afetando a cada um de nós diariamente, assim como o individualismo, tratado no último texto.

Individualismo

A igreja, para muitos, faz sentido somente quando satisfaz à sua individualidade, e isso é um sintoma do nosso tempo. Com isso, busca-se também somente a salvação individual, sendo que o Evangelho é a boa nova de Deus para todos, que também implica em dedicação e amor pelos outros.

Em qual estágio sua igreja se encontra? Nível 1: Declínio

São igrejas em processo de diminuição do número participantes nos cultos ou em outras programações. Na maioria delas, seus membros estão morrendo, literalmente, e sendo enterrados no cemitério que fica nos fundos do templo. Essa igreja não consegue reagir às mudanças culturais ao seu redor e não possui mais vida. Essa igreja está morta!

Porque os céus se abrem!

Eu continuo olhando para os céus. Nuvens passam, se unem e dissipam. O céu se fecha e as vezes se abre. O céu se abriu de uma maneira única na história. Olhar para os céus e perceber que eles se abriram e a Vida veio habitar entre nós, é, para mim, o único fato concreto que não se dissolve na realidade construída. A desintegração e a morte foram vencidas!

Desafios e Oportunidades – África

Projetos de curto prazo e turismo para experimentar o lado “exótico” da África nas férias é algo muito divertido, mas precisar morar aqui e ter que se adaptar ao peso que essas diferenças e complexidades têm sobre nós não é algo muito fácil. Por fim, adaptação à cultura local é e sempre será um desafio enorme para o trabalho na África.

Desafios e Oportunidades – Europa

A Europa foi um dos primeiros continentes a ser evangelizados e, hoje, em muitos países vive-se uma cultura pós cristã – onde a igreja ou a fé não opinam ou não influenciam mais a cultura. Consequentemente a grande maioria das igrejas na Europa são igrejas que ficaram presas no passado – agarradas às suas tradições e ritos numa tentativa de preservar sua identidade.